sábado, 29 de agosto de 2015

GEOVANI CHIEPPE VENCE ISRAEL PEREIRA POR DECISÃO UNÂNIME NO UOC 6 EM CURITIBA/PR

Por Eduardo Pires                                                                                                                  Foto: MMA Sul
Geovani "Kamikaze" Chieppe comemora a vitória por decisão no UOC 6

Após deixar o município de Linhares no último mês de maio, rumo à cidade de Balneário Camboriú/SC, para treinar na Astra Fight Team, o lutador capixaba Geovani Chieppe, o “Kamikaze”, fez a sua primeira luta pela nova equipe, e conseguiu mais uma vitória em seu currículo. O peso-galo linharense venceu o curitibano Israel Pereira por decisão unânime na 6ª edição do evento University of Champions, realizado na noite deste sábado (29/08) na academia Strikers House, em Curitiba/PR.

Sobre o comando do treinador Marcelo Brigadeiro, importante nome do MMA nacional e líder da equipe Astra Fight Team, Geovani apresentou sua qualidade técnica habitual e mostrou que está com o fôlego em dia para aguentar e ser superior os três rounds de luta. Essa é a 5ª vitória consecutiva de Geovani, que acumula um cartel com sete vitórias e apenas uma derrota. Por sua vez, Israel Pereira amargou a sua terceira derrota no cartel.

Geovani já se destacava em solo capixaba, onde defendia a equipe linharense Maguila Jiu-Jitsu Team. Agora com a oportunidade de treinar em uma equipe de renome nacional, com técnicos e companheiros de treino de alto nível, o atleta busca a oportunidade em eventos maiores dentro do Brasil, para quem sabe um dia estar figurando em eventos internacionais.

Fonte: Portal MMA Capixaba
.
Curta a fan page do Portal MMA Capixaba: http://www.facebook.com/MMACapixaba

GEOVANI CHIEPPE RETORNA AO OCTÓGONO NESTE SÁBADO EM EVENTO NO PARANÁ

Por Eduardo Pires
Geovani na pesagem do UOC 6 (arquivo pessoal)
O lutador capixaba Geovani Chieppe está presente no card da 6º edição do evento paranaense University of Champions, que acontece na noite deste sábado (29/08), na cidade de Curitiba. Geovani, que passou tranquilo pela pesagem realizada na tarde desta última sexta-feira, terá como adversário o curitibano Israel Pereira, em luta válida pela categoria peso-galo (até 61kg).

Geovani é linharense, e construiu um excelente cartel com 06 vitórias e apenas uma derrota no MMA defendendo a equipe Maguila Jiu-Jitu Team, se tornando um dos lutadores mais promissores da atualidade. Em busca de um crescimento profissional e de novos aprendizados e oportunidades, Geovani deixou o município de Linhares e se mudou para a cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, para treinar na equipe Astra Fight Team, liderada pelo conceituado treinador Marcelo Brigadeiro.

Conhecido pelo apelido de “Kamikaze”, por sempre partir sem medo para cima de seus adversários em busca do nocaute, Geovani vem de 04 vitórias, sendo a última delas por decisão dividGEovaida sobre Thiago Belo no Sama Fight Combat 3, em evento realizado em setembro de 2014 na cidade de São Mateus/ES. A arma principal do lutador durante os combates são seus chutes potentes, que já ajudaram muito na conquista de alguma de suas vitórias. Entre os seus maiores feitos, podemos destacar a conquista do cinturão peso-galo do Xtreme Fight Linhares, em maio do ano passado.

O oponente do capixaba será o lutador Israel Pereira, que representa a tradicional equipe Chute Boxe de Curitiba. Israel acumula um cartel com duas derrotas, sendo a última delas na 4ª edição do University of Champions no último mês de maio. O University of Champions 6 acontece dentro da academia Strikers House, e terá lutas de MMA profissionais e amadoras, além de combates de muay thai e jiu-jitsu.

Fonte: Portal MMA Capixaba
.
Curta a fan page do Portal MMA Capixaba: http://www.facebook.com/MMACapixaba

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

GABRIEL “FEDOR” FALA SOBRE CARREIRA E DISPUTA NO ADCC NESTE FIM DE SEMANA

Por Eduardo Pires                                                                                                      Foto: Arquivo pessoal
Gabriel exibe a medalha de ouro do Mundial de Jiu-Jitsu

O lutador capixaba de jiu-jitsu Gabriel Lucas, o “Fedor”, terá neste próximo fim de semana mais um grande desafio em sua meteórica carreira. O atleta da equipe Checkmat vai competir no consagrado evento de jiu-jitsu ADCC (Abu Dhabi Combat Championship), que reuni os melhores atletas mundiais da arte suave em lutas na modalidade NO GI (sem kimono). A competição será realizada no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Gabriel vem embalado após se sagrar campeão mundial de jiu-jitsu na categoria peso pesadíssimo faixa preta, em competição realizada pela IBJJF - International Brazilian Jiu-Jitsu Federation no último mês de maio em Long Beach, na Califórnia. Com apenas 25 anos, “Fedor” não deixa subir a cabeça o sucesso dos grandes títulos já conquistados, e para alcançar ainda mais, o lutador vem trabalhando muito, seguindo uma dura, porém eficiente rotina de treinos.

Em plena semana final de preparação para o ADCC, Gabriel dedicou alguns minutos do seu tempo para conversar com o Portal MMA Capixaba, onde respondeu algumas perguntas sobre a sua carreira, futuros objetivos profissionais, preparação para as próximas competições, assédio do público e imprensa, dificuldades para conseguir patrocinadores, dicas para os praticantes de jiu-jitsu que desejam crescer no esporte e mandou um recado para todos os que torcem e o apoiam. Confira:

MMA Capixaba: Chegar à faixa preta e conquistar o título mundial é o sonho de qualquer atleta de jiu-jitsu. Após realizar esses dois sonhos, qual a sua meta profissional?

Gabriel “Fedor” Lucas: Realmente pegar a faixa preta e ser campeão mundial na preta eram dois grandes sonhos, porém não os únicos. Acho que a gente nunca pode se acomodar, devemos sempre querer mais e comigo não é diferente. A minha próxima meta é ser campeão do ADCC, pois é a competição mais próxima. Mas ainda quero ser campeão mundial na preta pelo menos mais uma vez, ser campeão mundial absoluto, campeão mundial NO GI que ano passado bati na trave, experimentar o MMA e por ai vai.

Na sua opinião, o que e mais difícil, alcançar o título mundial ou se manter no topo após essa grande conquista?

Acho que os dois tem a mesma dificuldade, seja para você ser campeão mundial ou para se manter no topo, você tem que treinar muito, senão você não consegue chegar lá. A diferença é que depois que você chegou no topo, você fica mais visado, você vai ser o cara a ser batido e ai não pode ser acomodar, deixar aquilo subir a cabeça. Tem que manter a humildade e os treinos fortes.

Qual a sensação de ser na atualidade o melhor atleta capixaba da arte suave e um dos melhores do Brasil?

Não penso muito nisso, como disse na pergunta anterior, se deixar esse tipo de coisa subir a cabeça você perde o foco. Mas claro que fico feliz, a sensação que tenho é de dever cumprido, pois sempre sonhei e trabalhei muito para poder chegar ate aqui.

Antes de ser campeão mundial na faixa preta em maio, você já vinha de vários títulos importantes, desde a faixa roxa. Quais são os principais fatores para essa crescente evolução e bons resultados em sua carreira?

Acho que para você ter bons resultados e realizar seus sonhos, não existe fórmula mágica. Eu sempre corri atrás do que eu quis, treinei muito, mas muito mesmo. Já treinei durante carnaval, natal, ano novo, domingo, feriado, aniversario e etc, qualquer dia é dia. Então acho que o treino duro constante aliado com minha vontade de ser campeão e junto com minha perseverança de saber que um dia minha hora ia chegar e minha fé em Deus foram os principais fatores.
                                                                                                                                         Foto: Arquivo pessoal
Gabriel no alto do pódio no Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu

Como está sendo o assédio por parte do público e imprensa após o mundial? E com relação a patrocinadores, houve uma melhora?

Esse assédio por parte do público e impressa são coisas que eu não estava muito acostumado. Surgiram varias entrevistas, muita gente que não conheço manda mensagem dizendo que é meu fã e que se inspira em mim, quando vou nos campeonatos a galera pede para tirar foto e fico feliz com isso, acho que faz parte é o reconhecimento do meu trabalho. Quanto a patrocínio infelizmente não melhorou muito, sei que o país esta em crise, mas o Brasil não valoriza muito o Jiu-Jitsu, tanto as entidades públicas quanto as particulares. Para se ter ideia, o meu principal patrocinador é uma empresa norte-americana. Aqui no Estado então nem se fala, a situação é lamentável. O bolsa atleta Estadual a partir deste ano só pode contemplar atletas de esporte olímpico, isso é um absurdo e uma falta de respeito. Quer dizer então que atletas de esportes não olímpicos como eu e muitos outros não merecemos o beneficio do bolsa atleta? Somos "inferiores" em relação aos atletas de esporte olímpico? Sou contemplado pelo bolsa atleta municipal de Vitória e espero que para o próximo ano eles não adotem essa medida.

Neste próximo fim de semana, dias 29 e 30 de agosto, você vai disputar o ADCC em São Paulo. Como foi a sua preparação para essa competição? Qual a sua expectativa para lutar um evento tão importante como esse?

Desde do mundial que só treino sem kimono para este evento. Sempre foi um sonho meu poder estar ali lutando com os melhores grapplers do mundo e agora vou poder realiza-lo. O ADCC tem regras diferente do Jiu-Jitsu, então estudei as regras, treinei muito, me dediquei, fiz dieta, preparação física, tudo como deve ser e estou preparado para ser campeão. Confesso que estou um pouco ansioso para poder fazer esta estreia, mas também estou bem confiante.   

Quais as dicas que você daria aos iniciantes no jiu-jitsu e até mesmo aos praticantes e competidores com certa experiência, que sonham traçar o mesmo caminho de um campeão como você?

A dica que eu dou é que treinem muito, mas muito mesmo, pois como diz o ditado: "treino duro, luta fácil". É claro, tenham uma vida saudável. Se alimentem bem, tenham uma boa noite de sono todos os dias, um bom programa de preparação física e perseverança, nunca desistam dos seus objetivos. E por último, porém muito importante: Tenham muita fé em Deus.

Para finalizar, mande um recado para as pessoas que acompanham sua carreira e torcem por você, agradeça a sua equipe, professores, patrocinadores, amigos, familiares, etc...

Eu gostaria de agradecer primeiramente a Deus, pois sem ele nada disso seria possível, e também a minha família e amigos que sempre me apoiaram em todos os momentos da minha vida. Agradeço também aos meus parceiros de treino e de equipe que me ajudam a me preparar para os campeonatos. Muito obrigado a todos que acompanham minha carreira e sempre torcem por mim, fico muito feliz com isso. Não posso esquecer os meus patrocinadores: Shoyoroll, PMV, Hamburgueria Shateau e SCT Core Studio Funcional que sempre me dão o suporte necessário para eu poder estar na melhor performance, meu muito obrigado.

Além de Gabriel Lucas, a atleta guarapariense Fernanda Mazzelli, maior ícone do jiu-jitsu feminino capixaba, também estará competindo no ADCC nesses dias 29 e 30 de agosto em São Paulo. Em matéria recente do nosso site, Fernanda Mazzelli falou das experiências adquiridas e dificuldades que os atletas enfrentam em competições fora do Brasil


Fonte: Portal MMA Capixaba
.
Curta a fan page do Portal MMA Capixaba: http://www.facebook.com/MMACapixaba